30
agosto

Cão de patas arrancadas por narcotraficantes se adapta a próteses

Fotos mostram a vida de Pay de Limón em abrigo; criminoso arrancou patas para treinar corte de dedos de vítimas. Reportagem do “Daily Mail”.

O cachorro Pay de Limón descansa no abrigo Milagros Caninos, na Cidade do México. Segundo a dona da instituição, Patricia Ruiz, o cão teve as duas patas dianteiras cortadas por narcotraficantes que praticavam para remover dedos de pessoas sequestradas.

A instituição de resgate de animais conseguiu apoio para dar próteses ao cachorro, que já aprendeu a usá-las e consegue caminhar sozinho.

Ele foi encontrado em uma caçamba de lixo por moradores na cidade de Fresnillo, já sem as patas e sangrando.

Depois de receber os primeiros socorros, Pay de Limón foi levado para o abrigo na Cidade do México.

A associação mexicana Milagros Caninos promove a reabilitação de cachorros que sofreram abuso extremo.

As próteses de Pay de Limón foram feitas pela OrthoPets, uma fábrica especializada em próteses animais que fica em Denver, nos EUA.

A associação mexicana recolheu doações e conseguiu juntar os US$ 6 mil dólares que as próteses custavam.

A notícia sobre o sucesso da adaptação de Pay de Limón às próteses foi divulgada esta semana.

Publicado em ANIMAIS, NOTÍCIAS por Rodrigo Oller. Marque Link Permanente.


Comentários via Facebook

comentários



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado