12
novembro

Câncer e viagens aumentam o risco de embolia pulmonar, dizem médicos

Doença que matou ator e diretor Marcos Paulo surge de repente.
Na maioria das vezes, origem é uma trombose na perna.

A embolia pulmonar, doença que matou o ator e diretor Marcos Paulo, “é uma das principais emergências médicas”, segundo médicos ouvidos pelo G1. O artista, que morreu na noite de domingo (11), acumulou dois fatores de risco – o histórico de câncer e uma longa viagem de avião.

Ator e diretor Marcos Paulo (Foto: Gustavo Stephan / Agência O Globo)

Embora o nome remeta para os pulmões, a embolia atinge, na verdade, as veias que levam o sangue até o órgão. “Os pulmões são o grande filtro da circulação venosa”, explicou o cirurgião vascular Francisco Osse, diretor do Centro Endovascular de São Paulo. Matéria completa no Bem-estar aqui

Publicado em NOTÍCIAS, SAÚDE por Rodrigo Oller. Marque Link Permanente.


Comentários via Facebook

comentários



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado