14
julho

“Tenha um pouco de fé” livro de Mitch Albom

Depois de dois títulos dedicados à ficção – As cinco pessoas que você encontra no céu e Por mais um dia –, o autor americano Mitch Albom retorna ao estilo que o consagrou, com o livro Tenha um pouco de fé, lançamento da Editora Sextante. Albom é o autor do best-seller A última grande lição, que vendeu 250 mil exemplares no Brasil e mais de 10 milhões nos Estados Unidos.

Tenha um pouco de fé conta a história real dos oito anos em que Albom conviveu com Albert Lewis, rabino de sua comunidade em Nova Jersey. Mitch estava afastado das tradições religiosas havia 25 anos e o que o levou de volta foi o pedido do rabino, então com 82 anos, para que fizesse seu discurso fúnebre.
Preparando-se para essa tarefa especial, Mitch Albom percorreu semanalmente os 959 quilômetros que separam Detroit, no Michigan, de Oaklyn, em Nova Jersey, para visitar seu Rebbe e conhecê-lo melhor. Era assim que o autor chamava o rabino desde a adolescência, o Rebbe, como um super-herói, por causa da vestimenta séria e do manto que ele usava. Ao longo dos anos, o pedido do rabino, que inicialmente parecera um favor, foi se revelando um presente.

O Rebbe fez parte da vida de Mitch desde a infância e era o mais próximo de um homem santo que ele poderia imaginar. Rabino de um subúrbio tradicional de Nova Jersey, tornara-se para toda a comunidade a voz e os olhos de Deus. Seus sermões eram eloquentes e sua imponente presença, sempre bem-vinda. Mas Mitch cresceu, tornou-se um jornalista atarefado, mudou de cidade, casou-se com uma mulher árabe cristã e afastou-se dos rituais religiosos.

Ao mesmo tempo em que mergulha de volta no mundo da fé, o escritor conhece Henry Covington, um ex-traficante e ex-dependente químico que se tornou pastor e se dedica a um projeto de assistência a moradores de rua e à recuperação de uma igreja em ruínas. Esses dois homens, aparentemente opostos, mostram a Mitch como é possível pessoas tão diferentes usaram a fé de forma tão semelhante: o rabino de um bairro nobre, para receber a morte que se aproxima, e o pastor de uma periferia carente, para manter de pé a si mesmo e sua igreja.
Carregado de emoção, o discurso fúnebre escrito por Mitch Albom reúne os principais ensinamentos dos oito anos de conversas com Albert Lewis. É fruto ao mesmo tempo da admiração do devoto pelo seu mestre e da dor pela perda de um grande amigo. “É uma história sobre a fé em alguma coisa e sobre os dois homens que me ensinaram a acreditar”, conta Mitch Albom.
Tenha um pouco de fé é uma história real e emocionante sobre alguém que reflete a respeito de suas crenças enquanto aprende a lidar com as convicções dos outros; sobre dois homens que entregaram suas vidas à religião e que souberam vivê-la na caridade e na tolerância. Mas, acima de tudo, é uma história sobre a força maior que aproxima mundos diferentes de pessoas com objetivos iguais.
Sobre o autor:
Mitch Albom é autor de seis livros, entre eles A última grande lição, As cinco pessoas que você encontra no céu e Por mais um dia, publicados pela Editora Sextante. Suas obras já foram traduzidas para 42 idiomas e tiveram mais de 28 milhões de exemplares vendidos. Um dos jornalistas esportivos mais premiados dos Estados Unidos, Albom trabalha como colunista de jornal e apresentador de rádio e de televisão. É também roteirista, músico e colaborador de várias instituições de caridade. Atualmente mora em Detroit com a esposa, Janine.
Publicado em DICA DE LEITURA por Rodrigo Oller. Marque Link Permanente.


Comentários via Facebook

comentários



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado