18
julho

A Arte da Serigrafia

Meu primeiro emprego na vida foi em uma gráfica como ajudante geral, logo depois aprendi a arte da quadricromia, mistura das quatro cores Azul, Amarelo, Magenta e Preto. Em camisas fiz poucas, meu forte era em adesivos e materiais especiais. Muito bom relembrar esse tempo da minha adolescência. Conheça o processo da gravação e revelação de uma matriz serigráfica até chegar na impressão.


Quadricromia




18 de julho de 2015
Publicado em ARTES, NEGÓCIOS & GESTÃO, YOUTUBE | Comentar


28
junho

Com lixo reciclado, artesão constrói Rio em miniatura em garagem de favela

Luiz Silveira, 47, nunca há engarrafamentos e todos os dias são dias de praia. Também é possível cruzar a avenida Brasil e a ponte Rio-Niterói em minutos e pegar, sem fila, o bondinho até o Pão de Açúcar.

Mecânico e soldador, ele se orgulha de ter reconstituído boa parte da capital fluminense entre as quatro paredes da garagem de sua oficina, na favela Metrô Mangueira, comunidade vizinha ao Estádio do Maracanã e que a Prefeitura do Rio de Janeiro tenta remover desde 2010. Pelas mãos de Luiz, antigos pedaços de motores e peças encontradas no lixo se transformam em pontes, prédios e cenários típicos cariocas.

 




28 de junho de 2015
Publicado em ARTES, CRIATIVIDADE, ENSINAR POR MEIO DE EXEMPLOS | Comentar


7
junho

A arte através das mãos – Mestres da Cerâmica. Vídeo HIPNOTIZANTE!

Mestres da cerâmica transformam argila em belas obras de arte. Os mestres executam seu ofício em uma técnica hipnotizante e tão linda de se ver, quanto as peças terminadas. Na vila de Icheon na província de Gyeonggi, Coreia do Sul, existem mais de 300 estúdios de cerâmica onde os artistas usam técnicas tradicionais para produzir uma ampla gama de cerâmica funcional e artística. Cerca de 40 dos estúdios ainda utilizam fornos a lenha.





7 de junho de 2015
Publicado em ARTES, AUTOCONTROLE, YOUTUBE | Comentar


28
abril

Acredite, isso é uma pintura!

Este é o trabalho de Patrick Kramer, um artista de Utah (EUA) que se especializou em criar pinturas hiper-realistas… isso mesmo, pinturas!

Para cada peça ele leva entre 50 e 300 horas de trabalho.




28 de abril de 2015
Publicado em ARTES, DESIGN | Comentar


9
abril

Esse artista cego usa o sentido do tato e algumas texturas para criar pinturas inacreditáveis

John Bramblitt teve um caso raro em que doença tirou-lhe a visão. Cegueira completa veio em 2001, e com ela foi preciso se adaptar.

Basicamente o que ele faz é substituir tudo o que os olhos podem fazer pelo sentido do tato. Com o tempo, ele desenvolveu técnicas diferentes que lhe permitem ser muito mais preciso quando vai estabelecer os traços.




9 de abril de 2015
Publicado em ARTES, AUTOCONTROLE, YOUTUBE | Comentar


1
abril

Designer gráfico reproduz logos conhecidos mundialmente, à mão livre

Um vídeo interessante para aqueles que tem apego a boa caligrafia, algo muito raro em tempos digitais.

Seb Lester é um tipógrafo, ilustrador, artista e calígrafo londrino. Ele consegue fazer e reproduzir coisas incríveis, até mesmo aquelas logos difíceis.
Veja só ele fazendo logos famosas à mão livre:





1 de abril de 2015
Publicado em ARTES, DESIGN, YOUTUBE | Comentar


7
janeiro

Músicos famosos pintados diretamente em discos de vinil

Daniel Edlen é um artista Norte Americano conhecido pelo seu trabalho com discos de vinil, usando tinta acrílica branca e uma técnica de pontilhismo, Edlen pinta incríveis retratos realistas de músicos direto no vinil.

Pintando Jimi Hendrix em um vinil 


Ele usa discos usados e com algum defeito já que depois da pintura o vinil não poderia ser ouvido novamente. Confira no fim do post uma seleção de pinturas.




7 de janeiro de 2015
Publicado em ARTES | Comentar


2
janeiro

Arte com tampinha

Separei diversas imagens de diversos artistas para ilustrar esse post. É muito legal perceber que existem pessoas criativas, que de uma simples tampinha de garrafa – que muita gente nem dá bola e acaba jogando no lixo – transformam em verdadeiras obras de arte.




2 de janeiro de 2015
Publicado em ARTES, FOTOS ESPECIAIS | Comentar