9
maio

Série de fotos registra a batalha de uma mãe contra o câncer do filho de 10 anos

Uma história de amor de grande beleza, mas absolutamente devastadora. Assim é A Mother’s Journey, a série fotográfica vencedora de um Prêmio Pullitzer, da autoria de Renée C. Byer. Durante um ano, a fotógrafa acompanhou a luta de uma mãe, Cyndie French, contra o câncer de seu filho, Derek, com apenas 10 anos de idade.

As imagens são bastante fortes, retratando momentos passados no hospital, entre exames e preparação para cirurgia, mas também instantes de lazer entre mãe e filho, como quando Cyndie deixou Derek dirigir seu carro, sabendo que ele nunca teria a chance de ter carta de motorista.

Derek sofria de um neuroblastoma, doença que se desenvolveu em seu abdômen e que foi invadindo ossos e órgãos. Renée C. Byer trabalhava para um jornal na Califórnia, The Sacramento Bee, quando decidiu captar a história deste menino e a batalha que, em conjunto com a mãe, travou contra a doença. Os registos lhe valeram o Prêmio Pullitzer para “Feature Photography”, em 2007.

Correndo descalça, Cyndie tenta distrair o filho durante a espera pela extração de medula óssea, no UC Davis Medical Center, em Sacramento, Estados Unidos. Os médicos querem avaliar se ele é elegível pra um transplante de células, a melhor esperança pra combater a doença.

Um abraço apertado, em 25 de julho de 2005, depois de saber que Derek precisa de uma cirurgia pra remover o tumor que cresce em seu abdómen.

Com as más notícias se sucedendo, nem sempre Cyndie consegue disfarçar a tristeza. Derek, percebendo isso mesmo, tenta animá-la.

Deixar Derek dirigir o carro foi uma das terapias encontradas por esta mãe – “eu vou fazer o que for preciso para o ver feliz, para o ver sorrir”.

Assustado, Derek pede para parar com os tratamentos. Cyndie e o médico William Hall explicam que eles são necessários pra combater a doença.

Um dos irmãos, Micah Moffe (à esquerda), de 17 anos, acompanha Derek nos momentos difíceis da radioterapia, ainda que prejudicando os estudos. À direita, a mão da incansável mãe.

O tumor cancerígeno dilata o estômago de Derek, de tal forma que as calças deixam de servir. Outro tumor, no cérebro, prejudica a visão.

Nem sempre Derek reage da melhor forma: em 28 de abril de 2006, culpa Cyndie por não o tornar saudável e se recusa a tomar a dolorosa medicação. A mãe pede calma.

Cyndie consola uma amiga, Kelly Whysong, em 24 de abril, se apercebendo que o final está perto. Ainda assim, escreve uma carta a Derek elogiando sua bravura na batalha contra o câncer, esperando que ele ainda possa entender.

Derek beijando a mãe, com a irmã Brieanna, de 6 anos, por perto.

A última viagem de Derek à rua, com a ajuda da mãe, em uma cadeira de rodas. Na parede, vários desenhos, cartas e mensagens de apoio enviados pelos colegas de Derek na Bridgeway Island Elementary School.

Em 10 de Maio de 2006, um sedativo dá uma morte pacífica ao menino, então com 11 anos. “Eu sei em meu coração que fiz tudo o que podia”, disse a mãe.

Em memória do filho, Cyndie criou a instituição Derek’s Wish (Desejo de Derek), para dar apoio financeiro e psicológico a famílias que sofrem com o câncer infantil.

A série completa aqui. Fonte: hypeness

todas as imagens por Renée C. Byer

Publicado em AUTOCONTROLE, FOTOS ESPECIAIS por Rodrigo Oller. Marque Link Permanente.


Comentários via Facebook

comentários



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado