9
fevereiro

Sem braços, sem pernas, sem limites.

Uma das melhores maneiras que encontrei para aguentar firme e segurar as pontas, mesmo quando minhas preces não são atendidas, é ajudar outras pessoas. Se seu sofrimento é um farto, tente aliviar a dor de outra pessoa e lhe dê esperança. Anime-a e ofereça alento, de modo que ela se sinta reconfortada no consolo de saber que não está sozinha em seu padecimento. Ofereça compaixão quando precisar de compaixão. Seja amigo quando precisar de amizade. Dê esperança quando mais necessitar dela.

Trecho do livro: Uma vida sem limites de Nick Vujicic

Publicado em AUTOCONTROLE, MOTIVAÇÃO por Rodrigo Oller. Marque Link Permanente.


Comentários via Facebook

comentários



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado