22
fevereiro

PRECONCEITO CULTURAL

Hoje eu estava em um restaurante no bairro da liberdade, reduto de imigrantes orientais, e por um acaso, acabei ouvindo uma conversa entre o atendente e uma cliente do restaurante de origem chinesa. _Ela dizia : “Sou casada com um japonês, e no começo do namoro, meus pais eram contra esse relacionamento.”

*Os motivos são os rancores de uma história do passado, sobre a Segunda Guerra Sino-Japonesa que foi travada de 1937 a 1945 entre a China e o Japão, pois bem, não é preciso ir tão longe para encontrar quadros de preconceito cultural.
*Aqui mesmo, em nosso país(Brasil), há muitos em diversos aspectos, mas quero focar apenas na questão cultural de povos.

O atendente perguntou : _ “Isso também vale para brasileiros”? Ela respondeu : _”Sim,”
” Porquê? Indagou o atendente. -

_Ela respondeu : Por que somos de culturas diferentes, não daria certo, meus pais me ensinaram assim.

O jovem atendente ficou sem resposta… e eu transbordando de vontade, para entrar na conversa, para quebrar esse paradigma, contive-me e apenas assistia como mero observador.

*Na minha humilde opinião, “isso é preconceito acompanhado de conveniência, somos seres humanos adaptáveis, e estamos sempre em constante evolução de mudanças”. Onde entra a conveniência, é nosso histórico de educação, isso conta muito para eles, somos conhecidos pelo baixo nível educacional.

*Somos julgados pela profissão aos olhos da sociedade. Temos culturas diferentes! claro que sim, o problema é saber transmitir sem intenção de mostrar superioridade, isso conta muito para não haver uma interpretação preconceituosa.

*É fato que o povo brasileiro não tem uma boa representação no exterior. Normalmente, quando se ouve falar em Brasil, estamos relacionado a carnaval, futebol e violência. Tais características fazem dos brasileiros alvos do preconceito cultural. A culpa é sua! Claro que não, estamos nas mãos de lideres políticos que fazem parte disso tudo há anos.

Voltando ao diálogo entre o atendente e a chinesa;

Atendente: “ Porque vocês(imigrantes orientais) estão aqui no meu país, já que temos culturas diferentes e não podemos nos relacionar?
Chinesa: (longa pausa) …
_Pensou, pensou… e disse:
_ Aqui no Brasil, abrir um negocio, é bem mais fácil ! E sou dona de um restaurante chinês.

Ela deu uma resposta nada a ver com a pergunta, achei estranho isso.

*Em razão da Crise Econômica que atinge os países do chamado “Primeiro Mundo” ; Crescimento Econômico pelo qual passa o BRASIL, o estrangeiro é muito bem vindo aqui, somos um povo acolhedor.

*O papo entre o atendente e a chinesa, nessa altura já tinha esfriado, e eu não consegui mais ouvir, mas o suficiente para refletir.

Conclusão: quando julgamos um povo através de sua cultura, fazemos na verdade uma discriminação generalizada. Somos seres únicos e singulares e cada um comporta-se de modo distinto das outras pessoas. O problema é retirar certos preconceitos do passado, que até hoje estão enraizadas através de gerações.

Não são os “opostos” que se atraem , são as diferenças que se completam!

*Observações do autor Rodrigo Oller Forte abraço até a Próxima.

Veja Também:
Libertar-se da necessidade de ser superior: Profissionais de ego inflado.

Buscando a felicidade…

O que as pessoas em outros países sabem sobre o Brasil?

Publicado em ARTIGOS, AUTOCONTROLE por Rodrigo Oller. Marque Link Permanente.


Comentários via Facebook

comentários



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado