22
julho

Pensamentos

O que habita em nossos pensamentos? Qual é a qualidade do que pensamos?
Tome alguns minutos do seu tempo e examine, de forma honesta o que você pensa. Vamos lá, sem críticas, sem censura. O que você pensa? Vou dar algumas possibilidades:

1) Uma outra parte do nosso pensamento é tomada pelos “tem que”: Tenho que fazer isso, tenho que fazer aquilo, tenho que ser boazinha, tenho que ser bem-sucedido, tenho que ser boa mãe, tenho que ser um paizão, tenho que, tenho que, tenho que, … Essas obrigações nos são impostas desde pequenininhos, e crescemos achando que nunca somos bons o suficiente.

2) Quase que a totalidade dos nossos pensamentos são direcionados ao outro. Preocupações com os filhos, pais, marido, esposa, o trabalho, a escola, enfim, tudo o que está relacionado ao outro ou nos colocando em relação ao outro.

As preocupações que tomam grande parte de nossos pensamentos devem ser analisadas. De tudo com que você se preocupa, por quanto você pode, efetivamente, fazer alguma coisa? O que estiver nas suas mãos resolver – faça, não enrole, faça. Assim, será uma preocupação a menos para você pensar.

O que não for para você resolver delegue a outras pessoas. Se o problema não for seu, deixe para o dono resolver. A sua preocupação não ajudará em nada e você só está gastando energia à toa. Pergunte-se: isso é meu? Está em minhas mãos fazer alguma coisa? Se a resposta for não, aceite. O problema é que todos gostariam de ser super heróis e resolver os problemas do mundo, mas isso não é possível, por melhor que sejam as suas intenções. Você só pode ser responsável por sua vida, nunca pela vida do outro.

E existem problemas e preocupações em que nada pode ser feito, por ninguém. Então, o que nos resta fazer? A mais difícil e sábia lição de todas: aceitar, confiar e entregar. Se não existir a confiança, não haverá a entrega. Então confie que tudo caminhará para o melhor e se renda. A calma e a serenidade que tomarão conta de você, farão com que apareça a certeza de que tudo está certo do jeito que está.

3) Será que sobrou espaço nos seus pensamentos para você pensar só em você. É, você, como pessoa, com anseios, desejos, vontades, prazeres. Você como ser humano. Possivelmente isso nem passou pela sua cabeça. Então, está na hora. Livre seus pensamentos e reserve um pouquinho de espaço para você.

por Maria de Fátima Hiss Olivares

Publicado em ARTIGOS, AUTOCONTROLE por Rodrigo Oller. Marque Link Permanente.


Comentários via Facebook

comentários



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado