28
setembro

O BRILHO DO SEU OLHAR

Todos nós enxergamos o mundo através do nosso olhar, olhar esse que está completamente embaçado devido ao filtro que utilizamos ao olhar a realidade, toda vez que olhamos para algo nossas crenças e experiências vividas vão influenciar nossas percepções. Por isso que é muito comum pessoas diferentes verem a mesma imagem e terem interpretações completamente diferentes.

Noutro dia fiz uma descoberta, no século XIII viveu São Boaventura, um homem especial que após ter sido curado por São Francisco de Assis, se dedicou a sua vocação em fazer o bem. Ele fez inúmeras descobertas, uma delas nunca esteve tão atual.

Ele descobriu que existem três formas de você olhar o mundo, três olhares. O primeiro olhar é o Olhar da Carne, é um olho físico, estrutural, capaz de enxergar a matéria pura e simplesmente, é um olho igual para todo mundo, é um olhar limitado.

O segundo olhar é o Olhar da Razão, esse já é um olhar mais refinado do que o olho da carne, é quando nos olhamos para alguém ou algo e começamos a analisar essa visão.
Ele trás consciência do que são as coisas. Esse é o olho da ciência onde tudo precisa ser provado. É quando você enxerga e busca uma resposta para tudo que você vê, é o ver para crer, o sentir não entra.

Com muita sabedoria ele descobriu o terceiro olhar, é o Olhar da Contemplação, esse é um olhar todo especial, é um olhar em comunhão com a grandeza da natureza, é o ver além. Quando eu olho para alguém ou algo com esse olhar eu não estou analisando como elas são e nem como funcionam, eu estou sentindo, a minha percepção me trás clareza e sentimentos que eu interpreto de forma profunda. Quando eu olho para você com esse olhar você é muito mais do que eu posso perceber ou enxergar, você é o que eu posso sentir.

Esse olhar me lembra uma conversa que eu tive com o Padre Fábio de Melo, ele me falava de um outro conceito que tem tudo a ver com essa nossa conversa, falávamos de misericórdia, e ele me explicava que esse conceito vem da Teologia e ele não é racional não, ele é sensível, misericórdia significa coração que ainda cabe outro. Esse é o significado de misericórdia, é um coração que ainda não está cheio, ele ainda tem espaço.

Estamos numa época de Natal, começa ver se seu coração tem espaço para todos que precisam do seu amor, se na ceia de Natal tem espaço para o menino Jesus sentar a sua mesa. Começa a investigar quando que de fato a misericórdia acontece dentro de você. Ela acontece quando você quis ser o outro, é quando você desejou, quando você entrou num espaço que lhe era exterior, você se envolveu. E aí existe a experiência de contemplar. Só contempla aquele que saiu de si, que permitiu que a realidade que está diante dos seus olhos lhe invadisse a alma.

Esse é um olhar especial, mas somente pessoas especiais como você conseguem enxergar com ele, basta querer.
Anderson Cavalcante

Publicado em ARTIGOS, AUTOCONTROLE por Rodrigo Oller. Marque Link Permanente.


Comentários via Facebook

comentários



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado