4
fevereiro

Não existe ”Príncipe” e nem ”Princesa”

Não crie ilusões em sua mente; príncipe(a) encantado só nas histórias, é mais fácil ele ter frieiras nos pés, um fusca no lugar do cavalo, mais um histórico de amarguras. Sofra com a verdade, mas não se iluda com a mentira. Não procure alguém que te complete. Complete a si mesmo, depois procure sua cara metade. Eu não busco a perfeição em ninguém…e não quero que busquem isso em mim. Vamos quebrar esse mito de amor perfeito, passamos a amar não quando encontramos uma pessoa perfeita, mas quando aprendemos a ver perfeitamente uma pessoa imperfeita.

Somos seres humanos iguais a todos certo? Posso muito bem me apaixonar por alguém completamente diferente de mim e da minha religião! caso contrário estarei cometendo uma descriminação injusta, porque alguém inventou regras religiosas. Aos olhos de deus somos todos iguais. Ninguém pode mudar uma pessoa, mas alguém pode ser a razão de uma pessoa mudar. Não são os “opostos” que se atraem, são as diferenças que se completam! pare de achar que alguém vai entrar em sua vida e fazer você feliz!! porque a maioria pensa da mesma maneira.

Publicado em ARTIGOS, AUTOCONTROLE por Rodrigo Oller. Marque Link Permanente.


Comentários via Facebook

comentários



2 ideias sobre “Não existe ”Príncipe” e nem ”Princesa”

  1. Quando me refiro que não existe ”Príncipe” e nem ”Princesa” é porque a grande maioria assimila os personagens de contos de fadas, com pessoas perfeitas e finais felizes. Pais bem sucedidos na vida, e livres de preocupações. É um exemplo de como as pessoas esperam muito do seu futuro companheiro(a).

    Rodrigo Oller

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado