6
dezembro

Minha velha calçada

É mais uma noite de sábado, estou em casa, mas não tenho nada para fazer. Eu estava agradecido por não ter nenhuma obrigação para fazer em pleno sábado a noite, mas no tédio que me encontro toparia qualquer atividade para distrai a mente.

Resolvo ir pegar algum livro pra me distrair, nada melhor que um bom livro para passar o tempo. Começo a ler, a história parece interessante, entretanto paro, sinceramente estou sem saco pra isto. Começo a me perguntar o que eu fazia sábado a noite que eu gostava tanto deste horário, de repente me vem lembranças de alguns anos atrás e me recordar o que eu fazia.

Eu tinha meus treze anos e todo fim de tarde do sábado eu ia para locadora de vídeo games jogar, era muito viciado nesta época, porém além de jogar existia outro motivo para ir a este local, encontra-se com os amigos. Para mim não existia nada melhor que ir jogar se encontra com os amigos e depois ficar conversando. Íamos todos para alguma calçada, geralmente a mesma, a nossa calçada, e lá ficávamos conversando. Sinceramente não conversamos muita coisa inteligente, não, o mais seria que falávamos era sobre algum problema familiar e olhe lá. Sim só conversávamos besteira, falávamos de jogos, de filmes, de desenhos, teorias de fim de mundo ou conspiratórias, de colégio, de pessoas que algum de nos conhecia e falávamos de garotas ( afinal foi nesta época que começou aparecer as primeiras paixões). Posso até falar que só conversávamos besteira, mas na verdade sinto uma falta danada de ficar em uma calçada conversando besteira.

O tempo foi passando e cada um foi pra seu lado, hoje praticamente não sento mais em calçadas. É cada vez mais difícil se encontrar com algum amigo pra ter uma conversa casual sem falar de problemas ou de coisas serias, não falamos mais besteiras. Hoje discuto historia ou política, mas sinceramente pra mim o melhor ainda era quando sentava como meus velhos amigos para conversar besteira, e não discutir. Saudade da época que ficava até tarde da noite conversando em uma calçada.

Texto encontrado na net (Autor desconhecido)

Publicado em ARTIGOS, AUTOCONTROLE por Rodrigo Oller. Marque Link Permanente.


Comentários via Facebook

comentários



Uma ideia sobre “Minha velha calçada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado