14
abril

Homem termina noivado via SMS; mensagem o fez perder anel de US$ 53 mil

Uma mensagem de texto via celular foi usada recentemente como prova, em um processo judicial envolvendo um casal nos Estados Unidos. Por causa do SMS enviado por Louis J. Billittier Jr., 55, o Tribunal Superior de Nova York concedeu a sua ex-noiva o direito de ficar com um anel de noivado avaliado em US$ 53 mil (cerca de R$ 117 mil).

Imagem representativa, que não se refere ao anel da disputa; modelo ao lado é vendido pela Tiffany & Co.

Segundo a publicação local “Buffalo News”, o dono de restaurante usou uma mensagem de texto para terminar, em julho de 2012, o noivado de 14 meses com a manicure Christa M. Clark, 38. O casamento estava marcado para 15 de setembro daquele mesmo ano.

Quando ela questionou a atitude (“você está fazendo isso em um torpedo????”), ele escreveu a resposta que seria usada futuramente como prova. “E você ainda ganha um anel de separação de US$ 50 mil. O suficiente para dar entrada em uma casa”. A joia em questão é de ouro branco e diamantes.

De acordo com as leis locais, o noivo ou a noiva pode pedir o anel de noivado de volta, caso o casamento não seja realizado. Mas, com a mensagem de texto, Billittier Jr. indicou que o anel era um presente. Por causa desse “status”, definiu o juiz Russell P. Buscaglia, a joia deixou de fazer parte do contrato de casamento e, portanto, poderia continuar com Christa.

Billittier Jr. afirmou que havia apenas sido sarcástico, e seu advogado disse que o texto não refletia a verdadeira intenção do cliente.

No dia 20 de julho de 2012, Billittier Jr. enviou outro SMS, que também foi usado contra ele no processo. “Continue fazendo isso e eu vou pegar o anel de volta”, escreveu, referindo-se aos ataques pessoais feitos pela ex-noiva. De acordo com o juiz, este é outro indicativo de que se tratava realmente de um presente.

No dia 31 daquele mesmo mês, o ex-noivo continuou: “Pela lei, você tem de me devolver. Você não é nem de longe a pessoa que achei que fosse. Você não merece [o anel]“. O juiz entendeu que o homem se arrependeu de ter presenteado a noiva. Mas, segundo ele, o ato de dar um presente é “irrevogável” (não se pode voltar atrás).

O casal se conheceu em um evento de golfe em 2009 e começou a namorar pouco depois. Eles ficaram noivos no domingo de Páscoa de 2011, durante uma viagem à Flórida (EUA). Segundo o “Buffalo News”, Billittier Jr. desistiu do casamento porque Christa não queria assinar um contrato pré-nupcial.
Via: Uol

Publicado em AUTOCONTROLE, NOTÍCIAS por Rodrigo Oller. Marque Link Permanente.


Comentários via Facebook

comentários



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado