4
setembro

Garoto amputado realiza sonho e nada com golfinho com prótese de cauda

Cieran Kelso, de 8 anos, perdeu parte das pernas por causa de meningite. Ele mergulhou nos EUA com o golfinho fêmea Winter, que perdeu a cauda.

Garoto que perdeu parte das pernas com o golfinho Winter (Foto: Jim Damaske/’Tampa Bay Times’/AP)

Um garoto britânico de 8 anos que perdeu parte das duas pernas ainda bebê por conta de uma meningite realizou um sonho: mergulhar com o golfinho Winter, uma fêmea que perdeu sua cauda em um acidente com uma armadilha de caranguejos e posteriormente recebeu uma prótese do órgão.

O encontro aconteceu no tanque do Aquário Marinho de Clearwater, nos EUA, no dia 16 de agosto, mas a imagem foi divulgada no último domingo (1º) pela agência Associated Press.

Chamado Cieran Kelso, o garoto adora nadar, mas após as amputações passou por muita dificuldade para isso, de acordo com a Associated Press.

O pai de Kelso e sua madrasta conseguiram arrecadar milhares de dólares, após as amputações, para confeccionar um par de nadadeiras que poderiam ser adaptadas às proteses que o menino utilizada, para que ele pudesse mergulhar, afirmou o jornal “Daily Mail”, à época.

‘Flipper’

O uso das próteses rendeu o apelido de “Flipper” para o garoto em seu país.

Uma agência de viagens da Flórida soube da história do garoto e de sua “obsessão” pelo filme “Winter, o Golfinho” (“Dolphin Tale”, no título em inglês), que conta a história da fêmea nariz-de-garrafa Winter e teve a participação de atores como Morgan Freeman e Ashley Judd.

A agência , então, pagou a visita de Kelso e de sua família ao aquário da Flórida, onde o golfinho é mantido. O garoto pôde brincar na água com o animal e realizar seu sonho.

O aquário onde o animal é mantido correu o risco de fechar, quando passava por uma séria crise, em 2005, ano em que Winter chegou após ser vítima da armadilha. O golfinho passou a nadar sem o órgão e posteriormente se adaptou a uma prótese feita sob medida.

A presença de Winter quadruplicou o público do aquário e originou uma linha de brinquedos, livros e outros produtos que permitiram que o aquário permanecesse aberto.

Fonte: G1 / Bem Estar / Fotos “Daily Mail”

O vídeo abaixo mostra toda a preparação para o garoto entrar na piscina.

Comentários via Facebook

comentários



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado