15
agosto

Fisioterapia e Acupuntura Veterinária

Quem não tem ou conhece alguém com pelo menos um animal de estimação? Mas será que todos tem conhecimento das doenças que os pets podem desenvolver? E será que sabem reconhecer quando o seu animal está doente?

Por exemplo, quando um cão evita atividades física, é muito comum ouvir que o animal está ficando idoso, mas geralmente não é a idade, talvez evite se locomover por sentir dores.

Outro exemplo, quando um animal pára de caminhar, ficará paralítico e não há mais nada a fazer? Não! Dependendo da lesão que o animal apresente e do tempo decorrido do início da paralisia, com o tratamento adequado pode ser reversível. E no caso da paralisia não ser reversível, é possível manter o bem estar e qualidade de vida do animal? Sim!
Com o objetivo de proporcionar maior bem estar, qualidade e expectativa de vida aos animais, o avanço da Medicina Veterinária é constantes. Muitas lesões e doenças que, até pouco tempo, comumente indicava-se a eutanásia, estão sendo prevenidas, monitoradas e até mesmo tratadas.  Dentre as especialidades da Medicina Veterinária, atualmente, a Fisioterapia e Acupuntura Veterinária vêm se destacando pelos benefícios e bons resultados de tratamento.

A Fisioterapia Veterinária têm por objetivo restaurar, manter e promover a melhora da função e aptidão física, bem-estar e qualidade de quando estes estão relacionados a distúrbios locomotores e de saúde. As principais indicações são: doença do disco intervertebral, displasia coxofemoral, osteoartrose, analgesia e manejo da dor, discoespondilose, lesões musculares, lesões tendíneas, condicionamento pré/pós operatório displasia de cotovelo, neuropatias periféricas e centrais, atrofia muscular e cicatrização lenta.
A Acupuntura Veterinária é indicada não só nos casos de patologias relacionadas a distúrbios locomotores e neurológicos, também é benéfica para a manutenção e tratamento de distúrbios funcionais, respiratórios, dermatológicos e imunológico. Algumas das indicações são: dores lombares e cervicais, hérnias de disco, displasia coxo-femoral, seqüelas de cinomose, epilepsia, paralisias faciais, paresias subseqüente de isquemias cerebrais, problemas cardíacos e circulatórios, insuficiência renal e hepática, alterações metabólicas, deficiência imunológica e pós cirúrgico.
É muito importante que as pessoas fiquem atentas à alteração no comportamento do seu animal, pois pode ser indício de algum distúrbio. E que não deixe de procurar um Médico Veterinário e se informar das opções de tratamento, assim como nos seres humanos, quanto mais cedo uma patologia for detectada, maiores são as chances de serem tratadas.
Publicado em ARTIGOS, AUTOCONTROLE por Rodrigo Oller. Marque Link Permanente.


Comentários via Facebook

comentários



2 ideias sobre “Fisioterapia e Acupuntura Veterinária

  1. >Dra. Thiana, boa noite!

    Poderia, por favor, me passar um email para contato. Tenho uma peluda que tem problema de coluna e o veterinário disse que seria interessante se ela fizesse acupuntura.

    Obrigada!
    Daniele

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado