18
novembro

Cultivando a Amizade

Na vida a crise econômica pode afetar nosso comportamento, mas são as pequenas ações, aquelas mais simples que tocam nosso coração e vão impulsionando, encorajando e dando sentido ao viver. Poderíamos perguntar de onde podemos ter essa força senão de uma sincera amizade que cultivamos na vida? .

Bem é mencionado no livro “O Pequeno Príncipe” de Antoine de Saint-Exupéry, que em 1943 soube escrever expressando o valor da amizade. Nesse livro fica posto que o cultivo de uma amizade sólida se torna a essência do viver: “só se vê bem quem vê com o coração. O essencial é invisível para os olhos”. No corre-corre diário, na busca de nosso pão de cada dia, acabamos nos esquecendo daquilo que nos anima e nos fortalece; nesse sentido, a verdadeira amizade é uma luz para nosso mundo que busca de desenfreada viver de forma isolada e de certa forma, esse tipo de condução da existência, afastá-nos dos grandes prazeres da vida, justamente por perdermos ou deixarmos de lado valores como o da amizade.

O verdadeiro amigo é aquela nas horas alegres e tristes e, como afirma o “Pequeno Príncipe”, ‘não importa a quantidade de tempo que e passe com o amigo, importa é o prazer de estar junto e usufruir daquele momento. Nesse contexto, torna-se difícil expressar valores de uma sincera amizade, pois quando estamos com o verdadeiro amigo o tempo não passa, ele voa. Mas podemos arriscar em escrever que uma amizade com valor é quando tem sinceridade, autenticidade, lealdade e outras virtudes que nos fazem crescer e em nossa existência. E como é importante poder observar que podemos contar com verdadeiros e grandes amigos.

Não esqueçamos que dessa terra nada se leva; nela ficam apenas o bem que plantamos e Deus se alegra quando semeamos o bem e conseguimos desenvolver boas obras e, quiçá uma dessas nossas obras sejam as amizades que plantamos e cultivamos. Se a vida é uma grande escola é preciso aprender com urgência que a amizade é um grande tesouro que deve ser cultivado enquanto estamos cumprindo nossa missão neste mundo.

Que os pais possam aprender que o maior valor que deve transmitido aos seus filhos é o da amizade. Que os casais compreendam que uma sólida amizade é o esteio de um casamento feliz. Enfim, vivamos procurando “brindar” sempre a amizade como a grande companheira que pode conduzir a humanidade rumo à verdadeira felicidade.

Texto encontrado na net (Autor desconhecido)

Publicado em ARTIGOS, AUTOCONTROLE por Rodrigo Oller. Marque Link Permanente.


Comentários via Facebook

comentários



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado