29
janeiro

COLABORE: ‘Estadão’ convida leitores a fazer mapa das baladas inseguras no Brasil

Para evitar novas tragédias como a deste domingo em Santa Maria, que matou 231 pessoas  no Rio Grande do Sul, o Estadão convida internautas para um projeto colaborativo. Conhece alguma balada que apresenta riscos aos frequentadores? Pode ser em todo o Brasil. A partir das dicas de vocês, iremos enviar repórteres aos locais para verificar a situação e cobraremos a fiscalização das autoridades.

Para participar, poste sua foto no Instagram da balada que você considera insegura com a hashtag #baladainsegura, informando o nome, endereço e os problemas que você encontrou. Quem preferir pode enviar para o e-mail estadao@gmail.com Foto: AP

Na minha opinião, isso deveria valer também para, vigilância sanitária em bares, restaurantes, mercados, frutarias, açougues e etc.,

 Achei o comentário do Fernando C. Soares muito sensato:

Que tal, ao invés de enviar jornalistas de vocês que JÁ CONHECEM as casas (veja “http://divirta-se.estadao.com.br/baladas” e vários deles com o selinho “:D recomendado do Estadão”), vocês parassem de HIPOCRISIA e efetuasse uma investigação SÉRIA E RESPONSÁVEL sobre como funciona a grande (e conhecida) Máfia de Alvarás que existe em Sampa (e acredito, em todo o Brasil).

Não finjam que vocês não conhecem as baladas, porque os SEUS CORRESPONDENTES, ATÉ ONTEM, sempre visitaram baladas em todos os lugares e NUNCA falaram UMA LINHA SOBRE SEGURANÇA.

Então, não venham agora pagar de santinhos e desconhecer sobre o assunto.

Publicado em AUTOCONTROLE, NOTÍCIAS por Rodrigo Oller. Marque Link Permanente.


Comentários via Facebook

comentários



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado