10
outubro

Cérebro de Einstein apresentava conectividade acima do normal, aponta estudo

Fotografias do cérebro do físico alemão foram estudadas em busca de explicação para seu desempenho excepcional Imagem  (Getty Images)

Mais de meio século após sua morte, a ciência ainda procura explicações para a genialidade de Albert Einstein – e muitos acreditam que a resposta pode estar na estrutura de seu cérebro. A realização de novos estudos sobre o assunto continua sendo possível pois, ao morrer, o cientista teve seu cérebro removido do corpo, dissecado e fotografado por Thomas Harvey, o médico que realizou sua autópsia. O novo estudo, feito com imagens descobertas recentemente, indica que a explicação para a genialidade do físico pode estar no fato de que os dois lados de seu cérebro estavam muito melhor conectados do que o de pessoas “normais”. Matéria completa na “Veja”

Publicado em ARTIGOS, AUTOCONTROLE, MENTE, NOTÍCIAS por Rodrigo Oller. Marque Link Permanente.


Comentários via Facebook

comentários



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado